Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol...


terça-feira, 12 de abril de 2011

.

Tudo mudou tão depressa em volta de nós: relações humanas, condições de trabalho, costumes...Até mesmo a nossa psicologia foi subvertida em suas bases mais íntimas. As noções de separação, ausência, distância, regresso, são realidades diferentes no seio de palavras que permaneceram as mesmas. Para apreender o mundo de hoje usamos uma linguagem que foi feita para o mundo de ontem, E a vida do passado parece corresponder melhor à nossa natureza apenas porque corresponde melhor à nossa linguagem.

Cada progresso nos expulsou para um pouco mais longe ainda de hábitos que mal havíamos adquirido; na verdade somos emigrantes que ainda não fundaram a sua pátria.

Somos todos bárbaros novos que ainda se maravilham com seus novos brinquedos. Não tem outro sentido nossas corridas de avião. Este sobe mais alto, aquele corre mais depressa. Esquecemos por que o fazemos correr. A corrida, provisoriamente, fica mais importante que o seu próprio objetivo. E sempre é assim mesmo.

.

Texto: Saint Exupéry, Terra dos homens.

.

22 comentários:

Néia Lambert disse...

As palavras de Saint-Exupéry nos encantam sempre!

Um abraço.

Gisa disse...

Palavras intensas
Um grande bj querido amigo

C. disse...

Sao as afirmações das grandes e simples verdades da vida.

Obrigada pelo elogio ao meu novo layout Leozinho, e eu também adoro aqui.

Beijo meu querido!

Pérola Anjos disse...

A supervalorização do ter, ofusca o ser, que perde o sentido de querer, que vive sem saber o porquê.

Forte!

Beijos, Leo querido!

Saudades

Sam. disse...

Leo...acho que nossos últimos posts casaram... e quem duvida da sabedoria de Guimarães Rosa e Exupéry, não é mesmo...
a simplicidade é tão bonita, e está tão fora de foco, o essencial virou mero detalhe, os objetivos pessoais se tornaram secundários, e o que vale agora é a "maioria"... e como já dizia Nelson Rodrigues.. "toda unanimidade é burra"

Não conhecia essa trecho de Exupéry, adorei lê-lo por aqui..

Grande beijo pra ti!

Winny Trindade disse...

Cansa tanto correr sempre. É preciso pausa, é preciso sentir...

Abraço meu.

Flor de Lótus disse...

Oi,Léo!O mundo tem mudado depressa demais mesmo e o essencial está cada vez mais em segundo plano nessa sociedade votlada para o consumismo desenfreado e acima de tudo...
Beijoss

Sônia Cristina disse...

Concordo com cada frase desse texto.

Somos todos bárbaros novos que ainda se maravilham com seus novos brinquedos.
Texto: Saint Exupéry

Essa é forte, reflexiva. A verdadeira beleza da vida está na simplicidade que o mudo quase nos obriga a esquecer dia-após-dia.

Boa noite.

z i r i s disse...

A saudade era tanta menino Leo!

Mas a pena havia secado. Secado com as pedras que Drummond falava, com a frieza, com a dureza. Mas Tô de volta, graças aos corações mais belos que já conheci. Obrigada, obrigada, obrigada!

E não por coincidência, vim comentar bem no texto de seu Antoine... Viver é um sinal, diria um outro grande amigo meu...

Leo, adoro você!

Beijos

Naia Mello disse...

A concorrência entre os homens, diferença de classes e as ideologias da vida. Tudo isso sem o senso crítico dos que são subordinados ao sistema da sociedade.

Lívia Azzi disse...

Desse jeito passado a linguagem não existe...

Beijoo, Leo!

Silviah Carvalho disse...

O progresso tem afastado as pessoas cada vez mais.Parabéns pela postagem.

Karlinha Ferreira disse...

Verdade...
simplesmente acabamos por nos perder pelo caminho...

Beijo grande!

P.S. Obrigada pelo carinho!

Ju Fuzetto disse...

"Tudo mudou tão depressa em volta"
Porque a velocidade do tempo faz jus à loucura do homem.

Saint Exupéry, sábio

beijos pra vc

Liza Leal disse...

"Somos todos bábaros novos..."
Somos sim... E vc é um doce!
rs

lindo texto!
=)

Suzi Montenegro disse...

.

Na ânsia do correr, acabamos por esquecer o porquê do viver.
O sentir é o que importa, mas, muitas vezes, passamos por isso à toa... e que bom é sentir!

Te beijo, Leozinho!

Te abraço forte!!!!


.
.

Vivian disse...

Bom dia,Léo!!

Quantas verdades...bem tristes de constatar...
Saint Exupéry possuia um sensibilidade incrível para escrever qualquer assunto e encantar.
Beijos pra ti!!
Lindo dia!

Marília Felix disse...

Há pessoas que vivem e se perpetuam em nós.

Saudadeeeeeeee (Tô tão corrida, pra variar, rs.)

Mas passar aqui e te ler, é um bálsamo.

Beijo meus, Léo!!!

Lilian disse...

Saint Exupéry arrasa sempre.
A Rê tá bem mas anda afastada dos blogs =/
Beijo.

Elaine Castro. disse...

Mano,
A própria mudança, muda. Vivemos o eterno retorno como bem disse Nietzsche.

Adoro-te.

Beijos.

Leka disse...

Leo só tenho uma frase pra dizer..."o mundo está em decomposição"!

bjs, paz e bom final de semana pra ti!
http://guerradosmundosleka.blogspot.com/

Patrícia disse...

É... só posso concordar!

Boa semana =D

Beijo