Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol...


domingo, 2 de setembro de 2012

.

Era o relógio de meu avô
e quando o ganhei de meu pai ele disse
Estou lhe dando o mausoléu
de toda esperança e todo desejo.



















Dou-lhe este relógio não para
que você se lembre do tempo,
mas para que você possa esquecê-lo
por um momento de vez em quando
e não gaste todo o seu fôlego
tentando conquistá-lo.

.

Excerto: William Faulkner, O som e a fúria.
Arte: Edward Kienholz. O Restaurante, 1965.

.

12 comentários:

Leo disse...

A arte de Kienholtz critica os aspectos da sociedade moderna, nesta 'O restaurante' o tempo é a questão central quando nos mostra que não somente é dinheiro e invade até mesmo os relacionamentos humanos superficiais e interessados.

Pipa. A Pipa dos Ventos. disse...

Não se pode ajustar o tempo interno ao da percepção do universo. Haveria um grande desacerto nos ponteiros. O tempo é um animal selvagem salivando a nossa carne...


Mas que belo, Leo, que belo!

A Escafandrista disse...

Tão linda a imagem quanto a poesia... Felicidades em estar de volta. Bjs.

Liza Leal disse...

Lembrei de um presente incrível que guardo do meu pai, dsde a infância. Mágico!!..

=)
bjo Leo

Bruna disse...

E a minha paixão pelas imagens que você colocar aqui nunca diminui.

Be Lins disse...

E falando em tempo,
como não falar das saudades desse nosso eu que vai ficando pra trás?

É sempre uma alegria quando surges, viu?
Assim que te vir no msn, vou chamar seu nome:
MAGO!

Beijos

*

António Jesus Batalha disse...

Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom, li algumas coisas folhe-ei algumas postagens, gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns, e espero que continue se esforçando para sempre fazer o seu melhor, quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha. Como sou um homem de Deus deixo-lhe a minha bênção. E que haja muita felicidade e saude em sua vida e em toda a sua casa.
PS. Se desejar seguir o meu blog,Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir.

Maíra Souza disse...

Maravilhoso!
Serio...

Karine Tavares disse...

Teu blog é ótimo, parabéns!
Vem conhecer o meu:

leiakarine.blogspot.com.br

Patricia Thomaz disse...

que lindo. Post encantador. Me fez refletir. saudades
beijinhos

Fernanda Curcio e Leonardo Macedo disse...

Talvez um dia eu me esqueça do tempo a devorar a brevidade da pele, quando ela não deixar vestígio de existência.Não que eu ligue a morte da vida, mas sim porque vejo partir durante a fugacidade dos dias toda a felicidade saudosista...

Maíra Souza disse...

Curti!! =)