Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol...


sexta-feira, 11 de junho de 2010



- Como é complexo e intrincado o funcionamento
do sistema nervoso. A vibração elétrica do telefone
transmite um impulso de expectativa ao longo da
parede uterina; o som da voz dele, rude, impetuosa
e íntima através do fio, contrai o trato intestinal.
Se substituíssem a palavra "Amor" por "Ardor" nas
canções populares elas se aproximariam mais da verdade.

Texto: Sylvia Plath
Arte: Ernst L. Kirchner

.
.
.

8 comentários:

Leo disse...

Texto extraído do diário de Sylvia Plath,
27, de julho de 1950.

Imagem, óleo sobre tela de Kirchner, pintada
em 1910, moderna e atual, as roupas, as cores...

Carolina R. disse...

Só o fato de você gostar de O pequeno príncipe me fez decidir seguir seu blog :)

Grasi disse...

Substituir 'amor' por 'ardor'... não tinha pensado nisso. :)
Bjão querido e um sábado super iluminado.

Angel disse...

Conheço bem essa sensação...

Abraço, Leo!

P.S.: Goiás Esporte Clube (esmeraldina com muito orgulho nesse meu coração! rs). Sua vez.

Sílc disse...

Léo: Saudades! Esse texto me faz "me" perceber com mais intensidade! Acho que é por ai. Nos ver, perceber, rever, reinventar, aprender, conhecer, reconhecer e por ai vai....
com carinho,
Sílvia
PS.:Vá na minha Casa. Estava bem abandonadinha. Só M. Ajuste. Hoje me dei um miminho. se desejar, pode entrar!

ErikaH Azzevedo disse...

Léo, eu discordo...o amor mesmo é mais de almas que carnais,visceral assim só a paixão...só a paixão.

Linda escolha do texto

Erikah

Noe* disse...

Concordo... Vou começar a substituir ;)
Assim as músicas vão parecer menos fantasiosas =D
Vou treinar
;)
Beijocas =*

Lívia Azzi disse...

Ah, Leo querido!

Eu concordo! Prefiro essa visão realista do amor, com AR e DOR!! Rimam tão bem quanto a proposta de Rubem Alves para as palavras beleza e tristeza...

A literatura nos salva, nos ensina a sofrer BEM e dar outro significado para o mundo que nos cerca. A diferença está em saber DIRECIONAR... e TRANSFORMAR... os sentimentos e ampliar as INTERPRETAÇÕES...

BEIJOS!