Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol...


terça-feira, 4 de outubro de 2011

.

Vi uma estrela tão alta,
Vi uma estrela tão fria!
Vi uma estrela luzindo
Na minha vida vazia.

Era uma estrela tão alta!
Era uma estrela tão fria!
Era uma estrela sozinha
Luzindo no fim do dia.


Por que da sua distância
Para a minha companhia
Não baixava aquela estrela?
Por que tão alto luzia?

E ouvi-a na sombra funda
Responder que assim fazia
Para dar uma esperança
Mais triste ao fim do meu dia.

.

Poema: Manuel Bandeira. A estrela.
Arte: Andrew Wyeth. Mulher na porta.

.

34 comentários:

Evandro L. Mezadri disse...

Muito belo, essa poesia poderia ser musicada com certeza!
Grande abraço e sucesso!

Luzia Trindade disse...

Estrela.. luzindo... luzia...

Gostei, rs.

Nilson Oliveira disse...

tão triste. como a vida perdida em esperanças vazias.

Naia Mello disse...

é tão bom estar apreciando a sua companhia, assim como aquela estrela solitária.

Liza Leal disse...

Q coisa + rica, Leo!...
Grata pelo doce comentário.

bj
.
LiZa

Néia Lambert disse...

Muito bom encontrar Manuel Bandeira por aqui, um abraço Leo.

Lily disse...

Perdi o que escrevi...

Vou tentar escrever de novo:

Ela e eu, nós duas sozinhas...

Gosto de olhar as estrelas no céu. Talvez porque eu as sinta em solidão. Talvez porque elas sejam o reflexo da minha própria solidão.

Beijos,

Suzana/LILY

'Lara Mello disse...

As vezes me sinto assim, uma luz, mas sozinha..

Léooo! Que foto do perfil linda é essa? Amei! =**

Luana Lopes disse...

Belo demais!!

Lívia Azzi disse...

Muitos sabem fazer rimas, mas poucos fazem poesia. Manuel Bandeira sabia reluzir seus versos em estrelas.

Amei, amei essa estrela...

Beijos, Leo querido!

Marcelo R. Rezende disse...

Essa estrela, conexão de dois mundos.
Lindo.


E tá lindo com a foto nova *-*

Tati Lemos disse...

E na minha vida tão vazia só a luz que luzia.

Beeijo.

Leo, ficou muito show essa foto ai menino. Ameeei

Patrícia disse...

Muito lindo. Obrigada por compartilhar. Beijo

S disse...

A solidão causou uma relação entre a pessoa e a estrela, maravilhoso isso, acho ambos estão sozinhos, só nos resta admirar as estrelas..
Saudades daqui, Beijos!

Letícia Silva disse...

uma estrela sozinha, que lindo! beijo

Karlinha Ferreira disse...

O céu sempre me dá muita esperança... a noite, embora carregue uma solidão que já lhe é inerente ainda assim tem o dom de ouvir melhor o nosso desespero e aparenta entender melhor nossa urgência, embora que no fim do dia continuemos sozinhos e distante daqueles que amamos...

Beijo grande!


P.S. adorei a foto, homem de barba da um charme maior.

Aleatoriamente disse...

Meu lindo amigo, que bela escolha.
Esta poesia, e a cor do pincel lá em casa.

Amei a foto do perfil.
Beijinho

Natália Rocha disse...

Ah, algumas estrelas tinham que brilhar mais perto. Estão distantes demais.

Você tinha que brilhar um pouco mais baixo, Leo, mais ao meu alcance, rs.

Que poema lindo!


beeijo meu*

Daniela disse...

Hum , estrelas tem o dom de ser só e mesmo assim sai todas as noites pra iluminar o céu e nos encher de esperanças .

Beijos !

Luna Sanchez disse...

"Brilha, brilha, estrelinha..."

=)

Beijo, Leo.

OceanoAzul.Sonhos disse...

Adoro estrelas, talvez porque me ensinaram que é para o céu que vão as almas grandes...

Linda escolha Leo.
bjs
oa.s

Michele Santti disse...

Oi. Passando pra desejar um ótimo fim de semana. Adoro aqui.
Beijos no core,




PS: Finalmente consegui editar meu Blog e deixar comentários nas minhas visitas aqui.
Tive que retirar a lista de Blog para sair aquela mensagem de bloqueio.

Be Lins disse...

Eu já lhe disse que você está mais bonito do que nunca?
por fora que deve ser reflexo de dentro, olho suas fotos, seus escritos, suas escolhos e sinto orgulho de te conhecer.

Muitos raios de sol, lua e estrelas protejam teu ser.

Beijo grande,

Be

Anjo Selvagem disse...

Adorei seu cantinho... vou seguir!
Poema lindo como você.
Beijo carinhoso*

Lily disse...

Léo,

Abri as caixas de comentários. Cedi. Meus leitores eh quem mandam. Sem eles, meus textos perdem o ciclo, o giro, a roda da vida.

Beijos,

Suzana/LILY

Van disse...

Obrigada por fazer-me lembrar de um tempo lindo, Leo

Manoel bandeira me lembra algo especial e terno de um tempo que ficará eternamente guardado.
Linda a sua escolha!

Um beijo, querido!

Paula disse...

Muito bonito!
Abs.
Paula

http://escolhaafelicidade.blogspot.com/

Ana Karina Bucciarelli disse...

Eu amo mais.

Carina Rocha disse...

Triste mas cheio de beleza, amei!

Poupée Amélie™ disse...

Leo,
A estrela brilha porque está no céu.
Conte ao poeta que nem tudo podemos tocar; e a beleza, as vezes, é maior assim: à distância.
Beijo.

Adriana Karnal disse...

as estrelas são frias, sabia que elas já estão mortas?

MJCorrea disse...

Por onde andas, tão distante de mim?

Marília Felix disse...

Aqui eu vejo versos, vejo estrelas, vejo luz!

É tão lindo, Léo!

Saudades!

Um beijo!

MJ FALCÃO disse...

LINDO! O GRANDE MANUEL BANDEIRA!