Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol...


quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

.

Há um pássaro azul no meu coração
que quer sair
mas eu sou demasiado duro para ele,
e digo, fica aí dentro,
não vou deixar
ninguém ver-te.



Há um pássaro azul no meu coração
que quer sair
mas eu sou demasiado esperto,
só o deixo sair à noite
por vezes
quando todos estão a dormir.
digo-lhe, eu sei que estás aí,
por isso
não estejas triste.

Depois,
coloco-o de volta,
mas ele canta um pouco lá dentro,
não o deixei morrer de todo
e dormimos juntos
assim
com o nosso
pacto secreto
e é bom o suficiente
para fazer um homem chorar,
mas eu não choro,
e tu?

.

Poema: Charles Bukowski
Arte: Edward Hopper. Automat, 1927.

.

37 comentários:

Leo disse...

Poema enviado a mim por Loli, e sugestão de arte também.

Ternuras.

lolipop disse...

Eu ás vezes choro...
Depois de Nighthawks, este é um dos meus Hopper favoritos...acho que poderia tê-lo como auto-retrato...
Amei!
Muito.
Mesmo.
Thanks...
Beijo azul, Leo

Caroline Rohwedder disse...

Poema forte e sensível.
Gostei muito do blog.
Bj

Winny Trindade disse...

Meu pássaro sonha muito em ser livre, mas temos uma ligação única e só nossa.

Abraço meu.

Angélica Lins disse...

Ternura mesmo.

Emoção a FLOR da pele.

Beijo Leo.

Elaine Castro. disse...

Ei Léo,
Ainda bem que gostou do mimo, lhe ofereço também em retribuição a forma carinhosa que me trata por aqui e lá em meu blog.
Sobre a fotografia lá no meu espaço, não fui eu quem tirei não, a encontrei nas imagens do google e achei maravilhosa, nunca fiz rapel, mas sempre tive vontade de fazer e este lugar da foto seria um ótimo lugar não acha? Me diga a sensação deve ser incomensurável!!!
Engraçado você ter postado um poema do Charles Bukowski, adoro litearatura, mas ainda não o conheço e estava justamente pesquisando sobre ele...

Beijos em meu brother.

Juci Barros disse...

Lindo poema.

Beijos.

Gisa disse...

Se o pássaro concordou em fazer ninho no coração é sinal que este coração vale a pena.
Um bj querido amigo

Tati Lemos disse...

Esse pássaro quer ver sol, quer ver as borboletas, deixe ele sair um pouquinho.!

Beijos

Ana SS disse...

Ah, eu sou uma lágrima.

Yohana SanFer disse...

Que texto lindo! No início dá vontade de abrir "essa gaiola" que o coração parece ser...depois se compreende a razão de ser. rs
Muito bom!

Suzi disse...

.

Ah, Leozinho...

só você para nos presentear com tão lindo poema.

Esse pássaro azul está querendo alçar vôo.. deixa-o livre e ele te trará o retorno almejado.

Solta as amarras e voa em direção ao azul...

Beijos e beijos

.
.

Naia Mello disse...

acho que ele tá falando do amor, dos sentimentos que nos abatem, uma hora ficamos tristonhos e outra hora alegre. Foi o que entendi.

*Mi§§ §impatia* disse...

Ah eu sou só lágrimas em alguns dias.......mas em outros o que me domina é a vontade de voar........só falta saber pra onde....... Beijos.

Lívia Azzi disse...

Engraçadíssimo o que aconteceu, ou melhor: incrível!

Enquanto eu lia o poema e contemplava a arte, pensava em sentar ali naquela mesa e conversar com aquela moça enigmática....

Estou com lagrimas nos olhos, já a conheço!!

Belíssimo!


Beijos e carinhos...

Rafaelle Melo. disse...

Que lindo, Léo!

Fiquei aqui a pensar que pássaro posso ter andado sufocando pelo simples fato de amar demais.



Delicadamente abro os dedos e o deixo voar, seja lá o que ele for, se for pra ficar há de voltar!


Beijo!

Liza Leal disse...

Qtos pássaros não cantam por aí...
sufocados na gruta de um peito!..

Amei!
=)
bjo

ErikaH Azzevedo disse...

É o taquicardizar do coração que nos faz encontrar os caminhos né, escolher ir por onde o nosso coração mais bata...sentir o coração bater tal como um ruflar de asas.

Tão bonito o teu poema , tão bom vir aqui .

Bjos com saudades

erikah

Cáh disse...

Olá querido Leo...

como estás?



Gosto demais deste poema, me lembra um amigo distante. Belissima escolha.

ah, e eu? Eu choro! rs


Beijo meu!

Leka disse...

Lendo esse texto me fez pensar sobre os sentimentos que as pessoas guardam dentro delas e que não revelam a ninguém...seja um amor secreto, um grande erro cometido no passado.

bjs e paz!
http://guerradosmundosleka.blogspot.com/

Dave disse...

Meu preferido do Velho Buk!

Fernand's disse...

eu choro... bem baixinho. no escuro.



=)

bjsmeus, querido.


putz, adoro hopper. tenho um livro fodástico dele.

Daniel disse...

*.* eu adoro o seu blog
e estas coisas fascinantes
que aqui você coloca
desde os versos
até as frases do Pequeno Principe
e trechos. É realmente reconfortante.

Dan

Aleatoriamente disse...

Esse pássaro azul, deve ser lindo!
Como gosto da cor azul vamos supor que guarde uma borboleta azu, que por um longo tempo tinha medo de sair do casulo.Hoje voa livre e é feliz.
Amei teu poema, é cheio de encanto!

Beijo Leo.
Fernanda

C. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
C. disse...

Sao ninhadas de pássaros, que habitam em mim quando a tristeza bate, e assim choro. Já fui do tempo de pensar que chorar ia parecer bobo, mas endurecer a alma pra quê?

Interessante teu blog porque nao cita apenas um autor, mas sim vários, e com muita qualidade.

R.B.Côvo disse...

Esse poema é muito massa! Abraço.

Michele disse...

Ah, eu choro! E choro muito e por muitas coisas. Quanto ao pássaro preso, se não queres que ele saia, traga alguém aí pra dentro pra conhecê-lo bem de pertinho! ;)

Um beijo, Leo!

Denise Portes disse...

Leo querido,
Que poema mais lindo!
um beijo
Denise

nacasadorau disse...

Olá Leo!

Vim a convite da Lívia e sou também muito amiga da Loli, a nossa sweet friend.

Estou maravilhada...
Preciso voltar para reler e cuscar todos estes cantos.
Até o layout me impressionou.

Volto.
Beijo

Srtª Elis° disse...

Belo e tocante....!
Um forte cheiro!

Flor de Lótus disse...

Olá,Léo!Deixe o pássaro voar, deixe ele viver e ser feliz...
Beijos

nacasadorau disse...

Amigo Leo!

Eu chorei e chorarei sempre que ler este poema.
Tenho que ler o original, não conheço.
Ilustração fenomenal e muitíssimo bem escolhida para um post perfeito.

Sinto que ganhei mais um amigo e fico imensamente feliz.
Como diz o cantor "...é que hoje fiz um amigo e coisa mais preciosa no Mundo não há" :)

Voltarei.

Beijinho

Michele P. disse...

Que lindo... Precisava ler algo assim hoje Acho que vou parafrasear a idéia.
Maravilhoso!

Beijos, querido Léo!

Liza Leal disse...

Sobrevoando teu rico jardim..

=)
bjo

Naia Mello disse...

Não pode deixar morrer nunca a esperança, a vontade de viver por maior que seja a tristeza e se estabelecer as mudanças.

Luana Lopes disse...

AMEI!!!!