Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol...


segunda-feira, 19 de abril de 2010



Algo naqueles olhos azuis sinceros, inocentes,
nos corpos jovens formosos, na fragrância fugaz
das flores moribundas, golpeou-me como um talho
súbito de faca afiada. E o sangue do amor, com
seu longo penar, alagou meu coração.

Sylvia Plath

.

7 comentários:

Naty Araújo disse...

Ela e seu jeito de escrever que eu adoro.
Gosto dessa coisa violenta de se expressar com sangue, dores, amores... Acho show!
E esse trecho ficou perfeito.

Beijos com sangues, mas do amor.

Amanda Cabral disse...

Gosto do jeito no qual você se expressa !
Beijinhos :*

Denise Portes disse...

Ai, ai, já amei olhos azuis sinceros, que ficaram grudados em meu coração, como o azul do céu!
Beijo
Denise

Denise Portes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ONG ALERTA disse...

Forte, lembra o amor é aprendizado fere, mas sara...paz.

Lilian disse...

Apaixonante.
Um beijo,Léo.

Tassyane disse...

Hipnotizante.
Seu blog é incrível!
As palavras doces e bem colocadas.
L I N D O!
Parabéns!