Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol...


quarta-feira, 19 de maio de 2010

Nunca dês ouvidos àqueles que, no desejo de te servir, te aconselham a renunciar a uma das tuas aspirações. Tu bem sabes qual é a tua vocação, pois a sentes exercer pressão sobre ti. E, se a atraiçoas, é a ti que te desfiguras. Mas fica sabendo que a tua verdade se fará lentamente, pois ela é nascimento de árvore e não descoberta de uma fórmula. O tempo é que desempenha papel mais importante, porque se trata de te tornares outro e de subires uma montanha difícil. Porque o ser novo, que é unidade libertada no meio da confusão das coisas, não se te impõe como a solução de um enigma, mas como um apaziguamento de litígios e uma cura de ferimentos. E só virás a conhecer o seu poder, uma vez que ele se tiver realizado. Nada me pareceu tão útil ao homem como o silêncio e a lentidão. Por isso os tenho honrado sempre como deuses por demais esquecidos.

Saint Exupéry

*
.

7 comentários:

Camila Chaves, disse...

Esse autor é mesmo incrível!
Li o pequeno príncipe ontem, Leo! Fiquei encantada... Vou ver se leio mais desse autor!
Beijos

Ju disse...

Saint Exupéry é mesmo fantástico!


Lindo, Leo!


Beijones, s2

Tassyane disse...

Saint Exupéry faz fantasias com as pelavras que por momentos me faz acreditar ser realidade.
Lindo post, como todos aqui.
Beijos, Leo!

Lilian disse...

Selinho pra ti no meu blog =*

Bia Carvalho disse...

'Tenho necessidade de viver, nas cidades, não há mais vida humana', que tal imaginar uma cidade?
Imagine, ae, feche bem os olhos.

Estarei por lá, e ei de sorrir.
Quando eu o fizer me reconhecerá.

A vida nas cidades anda realmente dura, e pra aguentar as vezes eu fugo, simples, ou não.

Parabéns, blog lindo.

e a frase da Helena é perfeita me cativou bastante.

paz!

Renata Bezerra disse...

Nossa, Leo, que perfeito. A coisa mais incrível que li nos últimos dias.
"O ser novo é unidade libertada no meio da confusão das coisas."

Sou um novo ser, amigo.

Beijão pra ti.

Naty Araújo disse...

Lindo, Leo... realmente estou me tornando fã dele.
Perfeito isso.

Beijos.