Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol...


sábado, 2 de outubro de 2010

.

Água.

fui sentir o cheiro de
terra molhada.

ficamos ali
eu e meu corpo,
cantando a plenitude do mato
depois da chuva.



Água.

me amei.


.
.

23 comentários:

Pipa. Agora eu era o herói. disse...

"Vieste e fostes.
E não foi por isso que te amei menos."


Me lembrou um verso de chuva...rs



Te abraço com amor.

Winny Trindade disse...

"Água.

Me amei."

Foi o que senti quando acordei hoje e a chuva caia.

Abraço meu, querido Leo.

P.S.: Você está melhor? Espero que sim, pois a sua ausência traz a falta.

Pérola Anjos disse...

♫ E a chuva com o seu sonho de água vem acesa pra lavar o que passou... ♫

Lembrei dessa linda canção do Cordel do Fogo Encantado.

Beijos, Leo querido!
Um fim de semana de sorrisos e leveza!

Lily disse...

Ontem, eu senti isso.

Moro longe dos trópicos. Sinto saudade das chuvas, das tempestades, trovões e relâmpagos. Sinto saudade da minha cidade num caos durante as águas (não sinto saudade da tristeza das enchentes), de que parece que tudo vai limpar, renovar.

Aqui quase nunca chove. E, quando chove, é tão pouco, tão pouco... pinga gotas, pinga chuva.

Saudades da terra quente sendo lavada quase que semanalmente.

Beijos!

Ana SS disse...

Linda tb a imagem

Naty Araújo disse...

Que doce isso.
Adorei.

Beijos

Lívia Azzi disse...

Poética intensa para esse início chuvoso de primavera. Eu me sinto assim, tomada pela natureza, seus cheiros, ventos e cores.

Contemplar a natureza é ter habilidade para mergulhar e amar os instantes que ela em harmonia nos oferece, e sobretudo, saber viver plenamente.

Um beijo!

Franck disse...

Os cheiros: de terra molhada, de grama recém-cortada, de pão saindo do forno... Seu texto me fez lembrar esses outros da minha infância!
UM bom fim de semana, Léo! Abçs!

Denise Portes disse...

Leo,
doce e delicado como tudo que você compartilha. Querido espero que você esteja melhor.
Beijos
Denise

Lia Araújo disse...

Que coincidencia... aqui tá chovendo... depois de um semana em que o pico de calor atingiu os 44 graus. É sério... essa chuva abençoada... amo

beijos querido

so sad disse...

a agua limpa até nossas dores.
beijo!

JB disse...

Sou das que adora o cheiro da terra molhada! Lindo o seu poema. É vida o que nasce dessas palavras!

Lindo!

beijinho

Desirée disse...

eu seeeempre amei cheiro de terra molhada. limpa a alma. pelo menos a minha.

Angélica Lins disse...

Choviscou ternura.
Banhou-me docemente.
Adoro suas visitas ao meu Vórtice.

Sil.. disse...

E, que bom que se amou Leozinho!

Eu li por ai algo seu, que vc tava dodói! Melhorou, meu querido???

Um abraço lotado de bem querer!

Um abraço forte!

Luciana disse...

Aqui choveu muito semana passada e não sentir esse cheirinho de terra molhada foi inevitavel,é muito bom.
Linda a arte da postagem.

Beijo

Palavrácido disse...

Escritas delineadas
de forma tão simples
mas que fazem todo
o sentido, para quem
conseguem pegar
as aspas, não é mesmo?
adorei, também sinto
a água. Estou te seguindo,
abraços

Érica disse...

Cheio de água, de chuva, de espaço, somente ocupado pela vida.

bjO

Priscilla Marfori... disse...

Gosto de ler e sentir, e consegui isso agora!
Obrigada.
Lindo blog.
Abraço.

Lilian disse...

Suave =)
Eu gosto muito de chuva.
Obrigada pelo carinho na minha ausência. ^^
Saudades Léo querido =)
Beijosss !!

Mariane disse...

Cheiro de terra molhada
Aroma de vida
Lembrança de infância arteira,
pé descalço, gritos de alegria
Vida, em todo espaço
Recompondo os pedaços...

Mari disse...

Apaixonante, Leo! *-*

[/Saudades tua!

Beijo =*

Gabii Assis disse...

Incrível como tão poucas palavras tem o poder de encantar a tal ponto!

Amei!!! ;)