Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol...


sexta-feira, 5 de novembro de 2010

.

Escravizo o silêncio
e faço dele o meu mensageiro.



Estou presente em tudo ou mais
e aí onde me procurarem
será a minha próxima ausência.

Poema: Hélder Muteia
Arte: Marc Chagall

.
.

26 comentários:

Leo disse...

Sobre a arte:

"O Violinista Verde" do pintor surrealista Russo, que utiliza o violinista para evocar sua terra natal e busca na pintura reforçar a dimensão poética e nostálgica da imagem.

Winny Trindade disse...

É no silêncio que se encontra a nós mesmos.

Abraço meu, moço dos segredos.

*Mi§§ §impatia* disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
'Lara Mello disse...

A imagem é muito bonita! Bju

Lily disse...

Uso o meu silêncio como mensageiro... coisa mais linda, Leo!

Você cata conchinhas na praia, ali onde terminam as águas. Escolhe sempre as menores, porém as mais lindas e as coloca aqui em teu jardim japonês. Jardim delicado, perfeito, puro. Tão doce aqui estar, respirar, sentir você, menino Leo.

Beijos, e sigo fazendo do meu silêncio uma mensagem.

Suzana

Be Lins disse...

Para o moço que ama as artes:
"Todas as artes contribuem para a maior de todas as as artes, a de viver."
Bertolt Brecht escreveu.

Seu blog está maravilhoso,
suas escolhas te refletem.

Beijo

Pegadas do Coração disse...

Tudo é incerto, quando não sabemos onde procurar..
Parabéns pela reflexão..
Abraço
Bom final de semana!
Ataniel.

Gilson disse...

Oi Leo, estava ausente do meu blog e hoje quando voltei percebi que vários amigos que seguia tinham sumido. Hoje resolvi este problema.

E com você, tudo bem?

Lu disse...

O seu silêncio se faz presença...
E sua ausência se faz sentir...
Bjim!

Lily disse...

Leo,

Não sei como você recebe este tipo de homenagem (alguns gostam, outros não), mas eu o escolhi, dentre seis, para receber o selo do “Premio Dardos”, que é o reconhecimento aos ideais que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc, que, em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, e suas palavras.

Esses selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar o carinho e reconhecimento ao seu trabalho.

Passa lá em casa para pegar o seu.

Um grande beijo.

Lívia Azzi disse...

"Palavras só funcionam quando são desnecessárias, quando a outra comunicação já está ocorrendo pela conexão dos corpos. Apenas então a palavra é boa: ornamento, adorno, enfeite. Cada frase é toque, gesto para além de sua significação discursiva" (Gustavo Gitti)

Um beijo, Leo!

Ana SS disse...

Adoro as coisas que você posta aqui. Especialmente hoje, estou adorando o silêncio mais do que nunca. Sempre inspiradores os seus posts.
Fico feliz que tenhas gostado do post sobre o tempo, que escrevi com a Livia.

Sil.. disse...

e aí onde me procurarem
será a minha próxima ausência.

Leo, incrivel, mas eu falo muito mais no silêncio!

Um beijo, um abraço e um xero!

Ana Agarriberri disse...

Lembrou uma música do Pato Fú "...nunca sei o que se passa com as manias do lugar, porque sempre parto antes que comece a gostar..."

Tenho preferido ser assim ultimamente; Quando me procuram, já é minha ausência.

Lindo Leo! Beeejo,beeejo.

Denise Portes disse...

Leo,
"Seu blog está maravilhoso,
suas escolhas te refletem."
Te sinto perto de mim e gosto do que sinto. Andei longe do computador, fui passear, mas estou de volta e sinto saudades suas.
Beijo
Denise

Natalie disse...

Perfeito.
gostei daqui, vou te seguir :)

bjos!

Marinha disse...

Lindas mensagem e imagem!!!
Estou seguindo o blog.
Boa semana pra ti, Leo.
Bjo

Nini C . disse...

Lindo, lindo...

Patrícia Vicensotti disse...

Porque nem sempre estamos nas evidências,onde só os olhos alcançam...
É tudo tão mais profundo.
Sei bem...

Leo,vc tem uma sutileza de alma.
É o "convívio" com o teu amigo Princípe..rs

Beeeijo!

†METAMORFOSE AMBULANTE† disse...

Eis que por um momento fiquei em silêncio, e com isso entendi a mensagem, ótimo!

onzepalavras.com disse...

Amo Chagall. Você sempre me apresentando novas referências literárias, que me arrebatam na primeira leitura.

Deixo um beijo de segunda-feira, final de tarde.

Tatiane Lemos disse...

Que bonito, vamos então fazer da ausência um esconderijo!

Beijos

Marcos de Sousa disse...

Nada mais belo que dizer tudo através do silêncio.


Estou lhe seguindo... Quando puder, me faça uma visita: http://omundosobomeuolhar.blogspot.com/

Parabéns pelo blog!

Ana Agarriberri disse...

Querido Leo! Tem um presentinho pra você lá no Molhe-se, passa lá. Beeejo,beeejo, boa semana. :)

Never Say never love! disse...

aaain leo que lindoooo... adorei a parte do estou presente em tudo e ainda me procuram poxaaa... arrepiei... adoro tu meninooooo.. bjos!

Naia Mello disse...

acho que é mais que o silêncio e muito mais que a ausência. Acho que é o fato de parar e refletir no sentido que o silêncio nos dá essa liberdade de paz.