Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol...


quinta-feira, 3 de março de 2011

.

Você compreende, sem alimento, depois de três dias de marcha, meu coração não devia estar batendo com muita força...

Pois em certo momento, quando eu progredia ao longo de uma encosta vertical, cavando buracos para enfiar as mãos, o coração me caiu em pane...

Hesitou, deu mais uma batida...Uma batida estranha...Senti que se ele hesitasse um segundo mais seria o fim.

Fiquei imóvel, escutando...nunca - está ouvindo? - nunca, num avião, me senti tão preso ao ruído do motor como, naquele momento, às batidas do meu próprio coração.

E eu lhe dizia: Vamos, força! Veja se bate mais...Hesitava mas depois recomeçava, sempre...
Se você soubesse como tive orgulho do meu coração!

.

Texto: Saint Exupéry, Terra dos homens.

.

32 comentários:

Rafaelle Melo. disse...

Que coisa mais linda, Léo!


É tão bom quando o coração bate mais forte, mesmo que aos trancos.
Como é gostosa a surpresa de, ao senti-lo bater se questionar: "porque tão rápido?"

Me fez lembra de uma música: http://letras.terra.com.br/chicas/1698254/


Te abraço e desejo batidas contínuas pra esse teu belo coração.

Néia Lambert disse...

Oi Leo, obrigada pelo comentário carinhoso lá no ETERNO, não precisa chegar quietinho, eu vou confessar, também não sou boa de comentários. Escrevo poucas palavras sempre, mas esteja sempre por lá e me deixe ao menos um oi, ok? prometo estar por aqui também.
Um abraço.

Aleatoriamente disse...

Olá moço lindo e querido meu!
E sabia que eu também, tenho orgulho do seu coração?
Ele é lindo feito o dono dele.
Agradeço tuas palavras no meu cantinho, porque é lá que divido um pouquinho de mim, a cada dia e com pessoas que são muito preciosas feito você Leo.
Que a gente seja esse presente um do outro sempre, nesse carinho, na amizade, no ombro amigo, na sinceridade, no gostar do pequeno príncipe rsrsrs....
Esse texto que postou aqui, é lindo d+!
E vem de dentro de ti, esse olhar que retribuí o que tua alma fala.
Obrigada por tua visita.

Beijo
Fernanda

Marília Felix disse...

Essa Luz com certeza aflora aqui dentro!

*Mi§§ §impatia* disse...

Hummm tb tenho orgulho do seu coração rs
Beijos.

Winny Trindade disse...

Ah, eu tenho mesmo orgulho do meu coração.. até hoje, ele nunca parou ou hesitou.

Abraço meu, moço dos nossos segredos.

Michele P. disse...

Léo

Que texto maravilhoso! Saí com meu coração aos pulos!
Lindo, lindo!

Um beijo!

lolipop disse...

Texto lindo Leo!
O coração nos trai...ás vezes parece saltar do peito quando queríamos que dormisse, outras parece parado e assustamo-nos...orgulhamo-nos quando resiste, ao cansaço, ao des-amor...

Coração Coeur Heart Kokoro

um só bater...

Beijooooo

Giovanna disse...

você escreve muito bem
adorei seu blog!! já tô seguindo
beijos
likehappydream.blogspot.com

Flor de Lótus disse...

Lindo d+ Leo!!!
O nosso coração as vezes hesita,mas que bom que ele insiste em bater e nos enche de vida...
Beijosss

Elaine Castro. disse...

Este fragmento do Saint Exupéry, diga-se de passagem, autor que sou apaixonada é lindo.
Meu maninho sempre caprichando na escolha dos textos...
Brother, se não aparecer por aqui durante o Carnaval, aproveite-o com muita sabedoria, rsrsrsr.
Adoro-te.
Beijosss.

C. disse...

E que rujam as batidas do coração no retorno à inocência das palavras que se encontram, para formar sentimentos, como nesse texto.

Saint Exupéry sempre com palavras doces ressoando na alma. Boa escolha flor de narciso ;-)

A propósito, eu prefiro me chame só de Cris, moca de Viena soa algo imponente e nao soa comigo, moco Leo (e esse teclado sem acentos e cedilhas aqui de Viena hehe).

R.B.Côvo disse...

Os textos de Exupéry são sempre muito bons. Abraço.

Kiro Menezes disse...

Adorável!!!

hehehe

A força que nem nós conhecemos! A beleza do existir e sempre querer seguir em frente!

^_^•

'Lara Mello disse...

Eu tenho muito orgulho do meu.. Sorte, doce Leo! Rs

Karlinha Ferreira disse...

Ou olho bom pra escolher fragmentos marcantes....

Beijo grande e ótimo carnaval!

Lívia Azzi disse...

Enquanto houver fome, mesmo sem alimento, o coração continuará a bater.

Beijos e carinhos, querido Leo!

Marcelo R. Rezende disse...

Fofura demais, muito amor *-*

J. disse...

Léo, você não imagina qual adorável seu blog é. Muito sucesso e continue trazendo para cá o que há de melhor. Abraço.

RosaMaria disse...

Eu também tenho tanto orgulho desse meu coração.

Vive se quebrando, se machucando...

Mas sempre esta lá!

Pronto para mais uma fornada!

beijos meus

C. disse...

Leozinho, imagine, vc só quis ser gentil, a tosca sou eu ;)

Ei, bom feriado!
Cristina

Déborah Arruda. disse...

Belo texto! Exupéry não é mesmo um dos melhores?

Lily disse...

Menino do jardim japonês,

O post do livro do Franck, eu repeti nos meus dois Blogs (por isso, fechei a caixa de comentários de um), mas creio que você só visita O MEDO. Bom, não sei, só sei que adoro quando você aparece, seja em qual casa for. E, ainda escreve dizendo que basta eu gritar para você aparecer...

Sou assim muito resistente, feito o pai do Pequeno Príncipe. Estou quase 100% ok.

Gosto destes teus ventos calmos, deste teu encanto.

Beijos,

Suzana/LILY

Patrícia Vicensotti disse...

Leo,

Teu poema...


(....postei!)

:)

Tangerina disse...

você, em outro contexto, mas que eu gosto.

que saudade.


abreijos.

Tati Lemos disse...

é Leo, o coração as vezes nos surpeende, as vezes sentimos orgulho, e as vezes dor!

Beijo, saudades menino

Marília Felix disse...

Léo(se assim posso te chamar, rs)

eu queria sempre sentir orgulho do meu coração. Que ele bata forte e não hesite do 'ter mais'.
Bjos.

Lai Paiva disse...

Tanta coisa bonita por aqui sempre que volto. Bj Leo = )

Patrícia Vicensotti disse...

Oie Leo,

Ahhh,que bom que vc gostou =D
Fico tão feliz,porque foi mesmo de coração.


Beijosss!!!

Érica disse...

Passar por aqui é viver alguns momentos de muita calmaria e encanto.

bjãO

Naia Mello disse...

Sabe , tem aquela hora que a gente queria que o coração batesse mais forte, com mais vigor, no entanto, ele continua lá, sem nada para bombear.

Denise Portes disse...

Leo,
Eu tenho orgulho de conhecer um coração como o seu.
Um beijo
Denise