Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol...


quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

.



Persigo um pássaro
e alcanço, apenas,
no muro,
a sombra de um voo.

Poema: Helena Kolody
Arte: Georges Braque

.

20 comentários:

Leo disse...

George Braque fundou o Cubismo, juntamente com Picasso, com quem foi amigo intimo.

Ana SS disse...

Adoro essa moça.

Estamos sempre perseguindo uma marca, achando que alcançaremos o objeto.

Leo disse...

Exatamente Ana! :)

'Lara Mello disse...

Vamos atrás desse pássaro.. Bju!

Karlinha Ferreira disse...

É complicado ficar pelo caminho, ou não buscar o q almejamos da forma certa.

Beijo

sinfonia disse...

Obrigada amigo pela sua visita
ao meu blogue e comentário.
O Blogger não me está a deixar ver
as imagens do seu.
Beijinho.Irene

Lívia Azzi disse...

Intensa! Gostei de Helena Kolody.

Não precisa ser bailarina para dançar, mestre para ensinar, aluno para aprender, ou escritor para escrever...

Beijos e beijos, querido Leo!

Tati disse...

Oi Leo,
Que blog lindo esse seu, amei os trechos do Pequeno Príncipe, tudo tão puro, não é? Todos deveriam ler, desde crianças a adultos...
Sobre esse poema, acho que entendo bem o que ela quis dizer...
Feliz 2011..
Muitos beijos!

Leka disse...

E aí Leo! Como foi de virada!
Legal o texto!
bjs!

Morena disse...

Esse blog é arte pura.
Coisa fina!

Simplesmente amei!

;***

Morena disse...

Esse blog é arte pura.
Coisa fina!

Simplesmente amei!

;***

Flor de Lótus disse...

Falando em pássaro lembro-me de Quintana "Todos aqueles que estão atravancando meu caminho eles passarão eu passarinho."
Mesmo que os pássaros insistam em alçar voo é preciso persegui-los, sempre, sempre, mesmo quando nada parecer conspirar a favor.
Beijosss

aline disse...

Quando pousei o olho no pintura jurava que era Miró. Fiquei surpreendida quando vi que era Braque.
O poema me intrigou...fiquei pensando...será que as vezes alcançamos o pássaro e acreditamos estar alcançando apenas uma sombra no muro?
Talvez por não valorizar o que temos, ou o pouco que conseguimos. Talvez pq precisamos desejar, ter uma meta, um objetivo, algo para almejar para nos sentirmos vivos.
Obrigado pela força no blog!
Bju

*Mi§§ §impatia* disse...

É só deixar pra lá o medo que vai alcançar onde quiser.
Beijos.

Denise Portes disse...

Leozinho,
você está sempre me apresentando versos tocantes.
Um beijo, com meu carinho
Denise

Eu amo ser Mulher... disse...

Adorei o seu blog...beijosss!


Viviane

Maíra Souza disse...

Nem sempre chegamos à tempo não é mesmo?

BjO

Camila (TDN) disse...

o que vale é a tentativa =) hahaha...

Tangerina disse...

adorei o poema, e mais ainda a arte, que me fez lembrar de uma das minha canções favoritas de beatles (blackbird).

_____

"Me olhas. Te olho.

Outro eu. Outro você.

Beijos. Beijas."


foi o comentário que você escreveu que eu mais gostei.
=)

abreijos Leo.

Lily disse...

O pássaro que persegui, nem as sombras dele pude alcançar. Voávamos em atmosferas íntimas impróprias a ventos de encontros.

Suzana/LILY