Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol...


quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

.

Saudade é não saber.
Não saber o que fazer com os dias
que ficaram mais compridos,
não saber como encontrar tarefas
que lhe cessem o pensamento.



Não saber como frear as lágrimas
diante de uma música,
não saber como vencer a dor de um
silêncio que nada preenche.

Poema: Martha Medeiros
Arte: Gustav Klimt

.

16 comentários:

'Lara Mello disse...

Pulei sim! :)
Tinha uns 8 metros e embaixo era agua! Foi maravilhosos! Bju

Dave disse...

Saudade, saudade, saudade... Ela corta... Ela é foda!

Lívia Azzi disse...

Gosto da Martha.

Isso me lembrou uma frase que li hoje no blog "novas estações" e amei:

"Não há futuro ao ponto
Quando o presente
É mal passado".

(Marilda Confortin)

Beijos!

;-)

Tati disse...

Leo,
Sou Fã de Martha Medeiros, aliás, pelo visto temos gostos em comum, não é? Fico feliz em conhecer pessoas parecidas.
Vamos trocar figurinhas sim, sem dúvida..rs
Beijo grande!
ps: Quanto a saudade, o que dizer né? Martha define tão bem...mas gosto de uma frase de Clarice, que para mim é exatamente como percebo/sinto.
"Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença.."

Carol disse...

Entrar no seu cantinho é respirar arte! ^^
Gustav Klimt é divino!

Beijo, Leo!

Ana SS disse...

Amar é não saber.
Quem ama tem saudade até quando está junto.

Luana Lopes disse...

saudades ah saudades!!! é lindo demais...bjusssss!!!

Elaine Castro. disse...

Oie,
Quer dizer que meus versos são delicados, rsrsrsr, amanhã vou postar algo mais amargo para vires que não sou tão doce, rsrsrrsr.
Saudade... Os versos que postou aqui traduzem muito bem esse sentimento que volta e meia me arrebata.

Beijos.

*Mi§§ §impatia* disse...

Saudade é cruel demais, sei bem o quanto......convivo com ela.....
Beijos.

Tangerina disse...

saudade já me rasgou a alma muitas vezes, ainda faz isso...
todos os dias. todos, sem excessão, a diferença é que às vezes ela me poupa.


abreijos Leo.

Tangerina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lily disse...

Leo,

Saudade é assim, faz tudo ficar maior e ao mesmo tempo tão diminuto...

Vou ler os posts anteriores... saborear teu bom gosto.

Beijos,

Suzana/LILY

Denise Portes disse...

Leo meu querido,
Esse é um sentimento que dói...
Lindo texto.
Um beijo
Denise

Karlinha Ferreira disse...

Saudade...

Nos faz ver também como o ser amado é indispensável aos nossos dias... Da pra se ter uma noção do "tamanho" daquilo q sentimos...

Adorei!

Beijos

Naia Mello disse...

com esse negócio de saudade a gente nunca sabe.

Flor de Lótus disse...

"não saber como encontrar tarefas
que lhe cessem o pensamento...
não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche."
Saudade dói demais, é uam ferida exposta que a qualquer momento pode vir a sangrar pois ela é profunda e sensível demais...
Beijos