Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol...


sábado, 8 de janeiro de 2011

.

“Não dá para me enganar e escapar da constatação brutal de que não importa quanto você se mostre entusiasmada, não importa a certeza de que caráter é destino, nada é real, passado ou futuro, quando agente fica sozinha no quarto com o relógio tiquetaqueando alto no falso brilho ilusório da luz elétrica. E se você não tem passado ou futuro, que no final das contas são os elementos que formam o presente todo, então é bem capaz de descartar a casca vazia do presente e cometer suicídio. Mas a massa fria entranhada em meu crânio raciocina e papagaia, ‘penso, logo existo’ (...). Para que serve a boa aparência? Garantir segurança temporária? De que adianta o cérebro? Para dizer apenas ‘eu vivi e compreendi’?”.


Sylvia Plath


.

10 comentários:

Franck disse...

Neste sábado chuvoso, nada como uma dose de prosa, ou poesia?
Abçs*

Carol R. disse...

meme para você no meu blog, tah :)

Flor de Lótus disse...

Somos seres pensantes,mas que as vezes agem por instinto.Ou vez que outra agem e depois pensam no estrago que fizeram...
Beijosss

Elaine Castro. disse...

Sábias constatações...

Beijinho.

Lívia Azzi disse...

Essa me deu uma pontadinha no coração, Leo.

Beijos, querido.

Ps. Estou em BH
;-)

Luana disse...

Lindo ....PENSO , LOGO EXISTO !!!

Cristina Lira disse...

Essas são palavras de se sentir...
Olá, lindo espaço e excelentes textos, bom não li todos,rs, mas o suficiente para te dizer: bom trabalho,continue...
Bjus no coração e paz na familia!
Passa lá em casa depois, ficarei feliz com sua presença por lá.
http://passossilenciosos.blogspot.com
Bjus.

Morena disse...

Que profundo, hein!
AMEI!

Estou seguindo-te.

Beijos!

Nini C . disse...

Intenso e profundo. Adorei.

(Feliz ano novo atrasado amigo, rs... não deu pra vir antes, negocio tah complicado pra mim...).

Beijo.

Leo disse...

Carol, não consigo entrar no meu blog, diz que é inexistente!