Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol...


segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

.



Posso escolher entre ser constantemente ativa e feliz ou
introspectivamente passiva e triste.

Ou posso ficar louca, ricocheteando no meio.

Texto: Sylvia Plath
Arte: Egon Schiele

.

24 comentários:

Ana SS disse...

A loucura é quase sempre uma boa opção.

'Lara Mello disse...

Eu com certeza sou louca!! FATO#

*Mi§§ §impatia* disse...

Gosto dos meio termos.
Boa semana, beijo.

Denise Portes disse...

Leo,
De verdade o mais importante é conseguir ser eclético, essa é uma forma de loucura do bem.
Saudades de você.
Um beijo
Denise

Flor de Lótus disse...

Os orientais dizem que o equilíbrio é o caminho do meio nem tanto ao céu, nem tanto ao inferno,mas com certeza é necessário um tanto de loucura para se estar no meio do caminho...
Beijos

Karlinha Ferreira disse...

Ninguém é uma totalidade... e nem todo mundo que é introspectivo é infeliz... Cada um faz o melhor que pode, mas de fato sempre temos a opção de sermos melhores...

Beijos,

uma ótima semana e um excelente início de ano!

Renata Bezerra disse...

Não me encaixo nos meios termos... Minha alegria e minha tristeza são visívelmente exageradas.

Lindo texto!

Saudade de você, meu amigo querido. Um feliz 2011, que você nunca perca a sensibilidade, que faz de você uma pessoa tão especial.

Abração :)

gabriela marques. disse...

Acho que vivo no meio chicoteando, maluquinha da vida... é o medo de se limitar. Sou ou não feliz? Sou triste? Prefiro ser uma incógnita.

Oi Leo, obrigada por sua visita em meu cantinho.
Feliz 2011.
Imenso beijo

Dave disse...

É o melhor caminho. O mal está em ser completamente normal e comum.

Lívia Azzi disse...

Cada dia encanto mais com as citações que nos traz da Sylvia Plath, identifico muito também!

Fico no meio... Hahaha!

Beijos!!

Ju disse...

Mais uma que fica no meio!


Passando pra deixar um beijo numa pessoa que fez uma falta enorme no ano novo!

Te amo Leo!

Tatiane Lemos disse...

Eu prefiro ser louca e vc? rsrsrs!

Menino, trago um grande abraço!

Afagos!

Elaine Castro. disse...

Acho que a loucura é uma forma de fugir de todas essas convenções sociais, e ela é libertadora.

Estou adorando seus comentários.

Beijos.

♥cinderela♥ disse...

♫♫Sim! Sou muito louca
Não vou me curar
Já não sou a única
Que encontrou a paz
Mas louco é quem me diz!
E não é feliz!
Eu sou feliz!...♫♫
Oi léeeeeeeeeo
Bjs e sorrisos Meusssss! :)

Striptease do pensamento disse...

Ricochetear no meio...talvez essa tenha sido a escolha do próprio Egon Schiele

Striptease do pensamento disse...

Ricochetear no meio...talvez essa tenha sido a escolha do próprio Egon Schiele

Striptease do pensamento disse...

Ricochetear no meio...talvez essa tenha sido a escolha do próprio Egon Schiele

Luana Lopes disse...

vc é demais!! depois q li seu comentário me senti como se estivesse dançando mesmo com vc! acho q sou louca!!!( abri o blog hoje p excluir ele, e depois q li seu comentario, desisti!!)
beijos!

EU SOU NEGUINHA disse...

Passada pra deixar um beijo

Maíra Souza disse...

Acho que sou louca então! =p

BjO

L. S. Dias disse...

Sylvia É. Não precisa de descrições. Boas escolhas no blog.

Lily disse...

Por isso não sou louca, não fico em cima de muros, em meio às coisas, ou estou num extremo, ou noutro, apesar de procurar sempre equilíbrio. Mas até me pergunto, se essa procura constante de equilíbrio me ajuda ou me atira mais e mais à uma mansa insanidade...

Suzana/LILY

Matheus N. disse...

não sou eu que a faço, ela me faz.

"fico me perguntando se a lucidez não seria uma forma mórbida de enxergar a realidade”

Flor com Espinhos disse...

adoreei seu espaço...tão provocativo...te seguindo.